quinta-feira, 5 de junho de 2008

Junho


Sempre preferi réveillon a natal, assim como carnaval a São João.

Na infância, claro, dancei muita quadrilha e soltei muito traque de massa, acho que nessa época eu até curtia os festejos juninos. Na adolescência me enfiava naqueles ônibus pra Areia Branca, mas pra ser beeeeem sincera, eu só ia porque todo mundo ia. No meio da festa eu já tava achando tudo chato e queria ir pro ônibus dormir até a viagem de volta... hoje em dia piorou: os fogos de artifício me irritam (profundamente!!!!) e essas novas bandas de forró (que pra mim de forró não têm NADA) são tudo umas merdas. Resultado: todo ano quando chega essa época eu fico torcendo pro mês de julho chegar...

Mas conforme já escrevi aqui antes, tenho tentado ser tolerante com as opiniões e gostos diversos. Relaxando dá até pra curtir um pouco a onda dos outros...

Ano passado mesmo, eu fui pra Capela no São Pedro e foi muito legal. Não falo da noite naquela praça lotada ouvindo Calcinha Preta (Jesus... ajude aquelas almas...), mas de estar com os amigos numa casa, de ficar na porta tomando cerveja e rindo do povo... kkkkkk foi muito divertido. Esse ano tô mais tranqüila ainda. Provavelmente darei um bordejo nos arraiás de Aju City porque não vou ficar em casa sozinha enquanto todo mundo tá lá, né?! E também porque um whiskão 0800 sempre cai bem... :p

Eu acho que meu desânimo com forró aumentou ainda mais depois dessa febre toda das pessoas em volta dessas bandas de “forró”... o que foi que aconteceu com aquele forró autêntico, aquela bandinha com sanfona, triângulo e zabumba??? Por que agora enchem o palco com dançarinas seminuas exibindo suas coxas roliças e cheias de celulite??? Por que todas as letras têm que fazer alusão a corno, sexo ou cachaça???

Pior é a lavagem cerebral bem comum do período, né?! Vai dizer que você não sabe cantar pelo menos aquele refrão que diz... “Na sua boca eu viro fruta, chupa que é de uva... chupa, chupa... chupa que é de uva”. Maravilhal!!! Se bem que a moda da uva já era... a sensação é “sentar na menta”, mas esse refrão eu ainda não aprendi direito não, entretanto me dê mais alguns dias e eu estarei cantarolando com fervor!

Luiz Gonzaga, coitado, é que deve se revirar no túmulo toda vez que chega mês de junho...
Pois é, Gonzagão... mataram a asa branca... acho que sentaram em cima dela!

3 comentários:

Kaká Barbosa disse...

acabei de inventar uma: LAMBA QUE É DE MANGA!

AUUUUUUUUU

boa sorte nêga véia...estarei rezando pela sua alma perdida no meio do povão ao som de Cavaleiros do Forró...kkkkkkkkk

bjundas!

Leonardo Zanelli disse...

Pena que eu não posso fazer o comentário que eu queria... mas é isso aí mesmo. Ainda bem que rola o camarote.

Nany disse...

Lembrei das minhas quadrilhas no Brasília e das milhares de caixinhas de traque de massa que eu insistia pra meus pais comprarem... Ô tempo bão!! Meu São João era aquele ali... ;)

Mas mesmo com tanta baixaria hoje ainda encontramos umas bandinhas que tocam forró pé de serrá que são bem legais! Mas tudo bem, elas são a minoria! hheuaheuahe..

Bom São João pra vc, Paulete!! Pelo menos vc estará na terra do forró (kkkk)... E eu não vou mentir, estarei muito bem na terra do Carnaval descansando!! São João pra mim só tem servido pra isso!
heuaheuaheuahe...

Beijocas! :)