terça-feira, 9 de junho de 2009

SP

São Paulo, 04 de junho de 2009. Desde a manhã de 30 de maio estou em meu novo endereço. São só 6 dias na ‘paulicéia’, mas já são muuuuuitas as histórias pra contar! Tá afim de ler? Esse post vai ser grande...

Só na noite de hoje tive tempo, ou melhor, forças pra escrever. E mesmo assim, como ainda estou sem net, não sei quando conseguirei postar, provavelmente vocês só estarão lendo isso no dia 9 ou 10... mas vamos lá.

A chegada aqui em si já teve mil e uma confusões. Vim num vôo da TAM do Rio comprado por R$49,90. Eu devia ter desconfiado dessa pechincha, né?! Era um vôo internacional que iria pra NY. Daí são 2 os inconvenientes: primeiro, ter que passar por toda aquela chatice que são os procedimentos de embarque internacional. Nessa brincadeira, perdi meu desodorante e demaquilante, pois como líquidos, tiveram que ficar de fora da minha bagagem de mão. Dei um escândalo ao chegar no portão de embarque tão logo avistei um funcionário da TAM, eles não me alertaram de nada e eu acabei no prejuízo. Como se não bastasse toda demora, filas e prejuízo, ainda fui obrigada a viajar num puta avião e ver um monte de gente indo pra NY enquanto eu tinha que descer em SP. Putz... maior coito interrompido, heim?! kkkkkk Eis o segundo inconveniente.

Enfim em SP, vim direto conhecer o apê que fisguei pela internet e acabei fechando o negócio na própria visita, já que já tinha ajustado o contrato em trocas de e-mail. Deixei minhas coisas aqui e logo em seguida uma amiga [quase paulistana :p] veio me pegar para almoçarmos. De lá fomos às compras, o que se prolongou até mais de 10:30h da noite, se contarmos com a minha ida ao supermercado logo depois que ela me deixou aqui.

Resumindo, foi um dia extremamente cansativo, até porque não dormi NADA na noite anterior [foi a noite do meu bota fora no Rio]. Pensei “vou aproveitar até o último minuto”, mas se arrependimento matasse... :p

Bom, a primeira noite foi terrível!!! Com o apê sujo, cheio de sacolas no chão e sem energia (esse eu explico depois, senão o post fica muito grande), não me restava nada a fazer senão forrar a cama e cair no sono, assim mesma, suja, ou você tomaria um banho frio depois das 23h na gelada São Paulo? E olhe que eu nem imaginava o frio de fato que estava por vir...
Choramingadas a parte, peguei no sono... quem disse que ia ser fácil????

O dia seguinte foi dia de fazer faxina. Nunca limpei tanto e tão bem. A galera fica tirando onda, dizendo que queria ser uma mosquinha pra ver, mas não tem essa não... o apê agora é minha casa e é como um filho, depende de mim pra “sobreviver”. Faxinei mesmo!!! Limpei TODOS os móveis com poliflor, varri, passei pano molhado, passei pano seco,limpei banheiro, arrumei minhas roupas, guardei as compras... ufa! Já tô até cansada de novo!!!

Às 16:30h, já tomadinha banho, voltei às compras. Muita coisa pra comprar e eu sabia que quando o dia seguinte chegasse e eu começasse a trabalhar não teria mais tempo. Mesmo assim não consegui comprar tudo. Tem que analisar preço, né?! Fora que também é muita coisa pra pouco tempo. Além do mais, eu tinha um compromisso imperdível nessa noite, compromisso este que eu não perderia por nada!!!! Imagina depois de chegar num lugar “estranho”, e estar toda sensível, encontrar duas pessoas que você ama diretamente de Aju City??? Vocês não imaginam como é bom...

Jantamos num restaurante MARAVILHOSO e super conhecido [não vou falar o nome porque não pagaram ao Tolices pelo merchan... kkkkkk]. A comida estava DIVINA, o lugar é LINDO, e as companhias imprescindíveis... Fofucha e Bethovem, voltem logo pra me ver porque eu já estou roxa de saudades... :p

Então... [bem paulistano esse “entãoooo...” kkkkk adouuuro!], a segunda chegou e a temperatura DESPENCOU!!!! Peguei o metrô e já caminhando na Paulista me dei conta que meu lenço no pescoço e camisa de manga comprida não iam dar conta daquele vento... mas a temperatura é um parágrafo a parte, vamos falar do trabalho, afinal, foi pra isso que eu vim, né?!

Bom... esses dias caminhando naquela avenida tão famosa com meu look europeu (kkkkk) fiquei pensando comigo o quanto surreal era aquela cena. Sei lá, eu sei que eu corri atrás disso, mas é muito engraçado me ver assim desse jeito, saltitando na Paulista com um café bem quente na mão, entrando naquelas torres grandes e espelhadas pra mais um dia de trabalho. Na hora do almoço descer conversando com um monte de gente engravatada e almoçar rapidinho pra voltar... Muita gente deve pensar, “e isso é vida???”, pra mim é, foi atrás dessa vida que eu vim. Seja o que Deus quiser, agora já to aqui, o que era o mais difícil. Quanto ao resto, vou me acostumando.

Até ao frio espero me acostumar, viu?! Tô aqui super gripada [mas já estive pior], digitando com meu notebook no colo, debaixo de um lençol, uma manta e um edredom! Estou de meia e só não coloquei a luva porque não dá pra digitar com ela... kkkkkk... Brincadeira. Hoje até que a temperatura subiu [estava 17° quando cheguei em casa], terça e quarta foram dias mais complicados, andando na rua via os termômetros marcando 9° e eu tentando caminhar mais depressa, com as mãos enterradas nos bolsos do sobretudo... Na segunda a noite, às pressas, saí do trabalho e fui emergencialmente comprar roupas de frio, muito chiques por sinal! :p

É isso... por enquanto acho que o Tolices vai perder um pouco do tom impessoal que sempre gostei mais de dar a ele, já que vou ter menos tempo pra escrever e muita novidade que dá vontade de contar. Espero ter muita coisa boa ainda pra dizer por aqui.

Aos que torceram/torcem contra, só lamento.
Aos que torceram realmente por mim, muito, muito, muito obrigada. Estou muito feliz [e com MUITAS saudades...]. As dificuldades vou superando. ;)

Até breve!

5 comentários:

DanDan disse...

Muito orgulho dessa coisa linda, poxa! Que tudo dê, a cada dia, mais e mais certo por aí, amore!! Saudade grande de ter vc por perto!!! Bjs e bjs!!! ;-)

Acássia disse...

E eu adoro ler seus posts "personalizados" porque 2 dias no Rio vai ser pouco para o tanto que a gente tem pra falar (isto é, se Vanessa der oportunidade...rs). Vamos ter que fazer isncrições e limitar tempo!! rs
Amo,amo, amo e, graças às boas energias do que pairam no Universo, a gente se vê já!! :):)

Mãe disse...

Mãe só sabe das coisas qdo ver de perto. Fui e vi que, mesmo em meio as dificuldades do começo que sempre existem, vc está firme e forte no seu propósito e, com certeza, será vitoriosa. Só não gostei de ter passado por mais uma despedida... e ainda vem outra, né? Mas, mesmo assim, estou feliz por sabê-la feliz e, que era exatamente isso que queria na sua vida.
Cuide-se minha filha afinal, de agora em diante, vc é a dona de si mesma, o que exige muita responsabilidade. Daqui, seus pais, irmãos, sua família e todos que lhe amam, torcem por vc, sempre.
Bjos, mãe.

Glorinha. disse...

Tb tô torcendo a favor.
Beijo e boa sorte, Paulinha.

Luli Facciolla disse...

Seja bem vida a selva de pedras!
E, mais uma vez, se precisar, é só gritar! Dou um jeito de mandar socorro!

Em setembro estarei em Sampa! Podemos marcar um almoço desses rapidinhos na paulista??? rsrsrsrs

Beijos e boa sorte na casa nova!