segunda-feira, 21 de dezembro de 2009

Marco Zero

Quase um mês sem internet e o post sobre a casa nova quase ‘pereceu’... mas vâmo lá, com atraso, mas vâmo!

Casa nova vida nova, né?! E assim me despeço da minha primeira fase aqui em Sampa, feliz da vida...

Foram exatos sete dias entre a notícia da admissão em SP e a mudança. Sete dias intensos e corridos da vinda do Rio de Janeiro pra cá, onde eu estava por cerca de vinte dias. A despedida no “Ovelha Negra” foi um escândalo de boa, mas a chegada de ‘virote’ a SP poderia até ter sido melhor... dias complicados aqueles do início, nem dá pra contar todos os “perrengues”, mas ficar sem energia elétrica em casa por quatro dias já dá uma idéia do que tenha sido, né?! Ainda mais enfrentando logo de cara os dias mais frios do ano na cidade e a falta de tato no trabalho e com os paulistanos... olhar pela janela de casa e não saber onde a minha rua ia dar me deixava angustiada!



Bons e-mails, bons telefonemas e boas visitas no início foram fundamentais... e aos poucos SP deixou de ser “o avesso do avesso do avesso”. O trabalho, a especialização, o inglês, as baladeeeenhas... kkkkk... tudo foi se ajeitando e as boas amizades foram aparecendo. A rua já não era mais uma desconhecida e morar aqui passou a ser algo realmente prazeroso.


Seis meses após minha chegada, meu aluguel por temporada do apartamento encontrado via internet (sim, eu tomei todas as precauções) chegou ao fim. Era hora de assumir um contrato maior e de reduzir as despesas, alargadas pelos altos investimentos em educação desde que cheguei, dos quais não abro mão. Eis que vou morar no apartamento onde essa história toda começou aqui em SP...

O fato é que em março, com os primeiros encontros agendados em SP e ainda empregada em Aracaju, passei uma semana por aqui hospedada pelas queridíssimas Thaís Ettinger e Jamile Barreto. Era minha primeira vez em SP, e me lembro como hoje da sensação de conhecer Sampa e de ouvir Thaís me dizer perto do sofá da sala: “não sei por que, mas tô sentindo que você não vai ficar no Rio não, você vai vim pra cá...”. Profecias a parte, não é que ela estava certa?

Como meu anjo da guarda trabalha 24h em dia úteis, finais de semana, dias santos e feriados, a data limite do meu contrato de aluguel coincidiu com o mês do casamento de Jamile, e assim não tinha outra: já tinha uma roommate, um apê pra ficar, e ainda mais perto do trabalho! Pra Thaís, o conforto de não ter que arcar com um mês sequer do aluguel/condomínio sozinha, fora ter a minha companhia sete dias por semana, né?! Não tem preço!!! kkkkkkkkk Enfim, foi um ‘casamento’ perfeito! :p


Agora penso que a mudança pro meu ‘marco zero’ inicia uma fase beeeem mais tranquila por aqui, com a saudade de Aju muito bem administrada, os planos traçados já a pleno vapor e a organização financeira que eu tanto precisava!

Tudo que quero é continuar por aqui dando o melhor de mim e aproveitando tudo que essa MEGA cidade tem pra me oferecer, incluindo as zilhões de opções de cultura e entretenimento (inclusive noturno... :p). Pouco mais de seis meses aqui posso dizer que São Paulo engorda, mas também faz crescer! ;)

*RIP apê da Vergueiro:




Um comentário:

Luana Oliva disse...

Amiga Linda...

PROSPERIDADE PRA VC NESSA NOVA FASE!

PROSPERIDADE PRA VC EM 2010!
BJOSEAMO