segunda-feira, 27 de outubro de 2008

Versões ou Aversões

Hoje enquanto degustava meu almoço ouvi a BELÍSSIMA canção do Damien Rice, The Blower's Daughter, que faz parte da trilha sonora do filme Closer, um dos meus preferidos.

Me lembrei de ter ido assistir ao filme no cinema e ficar estatalada vendo as letrinhas subindo ao som dessa música que até então eu nunca tinha ouvido… Saí do cinema alucinada pra descobrir que música era aquela e como conseguir colocá-la pra tocar no meu som até furar o cd…

Pouco tempo se passou e hoje eu mal consigo ouvir o Damien Rice balbuciar a primeira sílaba de The Blower's Daughter. Motivo? A gravação TOSCA que a Ana Carolina fez e que com tanto jabá tocou no rádio até quase promover uma lavagem cerebral nos seres humanos...

Gente... eu ADORO a Ana Carolina, mas, sinceramente, essa coisa de versão em português de músicas internacionais é uma coisa que me dá aflição crônica!

Os pobres coitados do Scorpions de uns tempos pra cá – sabe lá Deus porquê – viraram o xodó das bandas de forró. Hoje é um suplício chegar num bar/restaurante e dar de cara com o DVD do Scorpions passando... a gente quase pede pra ficar com os 10% no final como uma espécie de indenização pela tortura auditiva...

E o que falar então quando duas porcarias se encontram? Sandy e Júnior, mesmo, resolveram gravar uma versão em português da CHATÍSSIMA My Heart Will Go On, da não menos CHATA Celine Dion. Cadê o produtor musical dessas crianças, meu Deus??? A “prima” sertaneja não fica pra trás não, viu?! Vanessa Camargo adooooora uma versão bizarra... mas o que eu não posso mesmo é encerrar esse parágrafo sem comentar sobre Kelly Key e sua "Sou a barbie girl", versão da insuportável (adivinha?) “Barbie Girl”. Bom, pelo menos ela é ex-namorada do Latino, isso explica tudo...

Mas chato mesmo é quando resolvem fazer versão da sua banda preferida... putz!!!! Até hoje eu tenho uma certa repugnância a And I Love Her, dos Beatles. Não é que Zezé di Camargo e Luciano fizeram uma versão e ela foi parar na novela Perigosas Peruas da Globo? Resultado: LAVAGEM CEREBRAL...

Mas não foi só. Simony (ai Jesus...) resolveu gravar uma versão de Till There Was You. Quem não conhece??? “Nem o céu, nem o mar, nem o brilho das estrelas.......” MEU DEUS, POR QUE MEU DEUSSSSS??? Kkkkk Enfim... nem vou falar da Jovem Guarda aqui pra não estender ainda mais o post de hoje...

Agora, gente... quando o assunto são versões toscas, alguém supera a Simone??? Fala sério!!! SIMONE GRAVOU? FUDEU!!! Happy Xmas, de John Lennon, tem uma história e tanto por trás... celebrava a vida e era um dos panos de fundo do movimento de paz liderado por Lennon durante a Guerra do Vietnã no final da década de 60, mas a cantora tupiniquim resolveu gravar sua versão que não serviu como pano de fundo pra nada, mas deu um belo fundo a sua conta bancária, após inundar todas as lojas de departamento e todas as rádios desse país com sua irritante “Então é Natal...”. Lennon se revira no túmulo até hoje, coitado...
E quando eu digo que ela é insuperável na arte de fazer versões toscas, não falo a toa: Simone TAMBÉM gravou uma versão de The Blower's Daughter. Dá pra você?

Pois é, meus amigos, torçam, mas torçam messsssmo, pra Simone, Vanessa Camargo, Kelly Key ou qualquer outro cantor deste país não “cismar” com aquela música que você tanto gosta de ouvir, porque se pinta uma versão, esqueça: você nunca mais vai conseguir escutá-la com a mesma beleza...

6 comentários:

Lua Oliva disse...

por favor, "pessssssssam" pra parar com essas versões animalescaaaaassss, kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk!!!

AMO!

Beijuca

Kaká Barbosa disse...

quando ouço então é natal, tenho vontade de descarregar uma metralhadora na cabeça...de Simone, é claro!

uó!!!

marcelohorajr disse...

kkkkkkkkkkkk...Agente acha muita 'pérola' por aí:
1) Passageiro - Capital Inicial, de Passenger, do Iggy Pop;
2) Hey Jude - Kiko Zambianchi, da homônima, dos Beatles;
3) Astronauta de Mármore - Nenhum de Nós, de Starman do Bowie;
4) Não leve a mal – Danni Carlos, versão da música dos Pretenders;
5) Bate bate bate na porta do céu - Zé Ramalho, para Knockin´ on heaven´s door, de Bob Dylan;
6) Pra você eu digo sim - Rita Lee, para If I fell dos Beatles;
7) A casa do sol nascente - Agnaldo Timóteo, versão de House of rising sun, dos Animals;
8 )Lá vem o sol, Lulu Santos, para Here comes the sun, dos Beatles;
9) Uma versão de The Blower´s Daughter do Damie Rice, que a Ana Carolina e o Seu Jorge cantam (parece que nessa versão a música limita-se à: “eu não sei parar de te amar!!!!!!)
10) Barbie Girl – cantada por Kelly Key, versão homônima do grupo Acqua.

Agora, bacana mesmo é o clássico cd "Versões Brasileiras em Forró de Grandes Clássicos do Rock Internacional"(WHAT???)
Só pra vc ter uma idéia, tem versão para The Unforgetable Fire e Pride e New Year's Day!!!!! Simplesmente sofrível!!!!! :(
kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Beijo!

Marcelinho
http://marcelinhohora.blogspot.com/

Personagem Principal disse...

Tb não suporto versões, exceto pela regravação que Travis fez de "Hit me Baby One More Time" de Britney. Indiscutivelmente melhor. Bjs. :)

Dandan disse...

Fale não, amore...
Tava tentando ouvir o acústico do Scorpions essa semana que tinha no carro.. e me veio essa mesma ânsia de vômito!! kkk
Xero, filezaum!! Saudade!
;-)

Luciano Maynart disse...

A gente acha mesmo um monte de coisas ruins! Nobody wanna see us together = Não vale mais chorar por ele...ôô..ôôôôôôôô...viuxeeeeeee

Xêros